Procrastinar ou realizar, eis a questão

Por Rodrigo Cury


Olá, tudo bem? Como anda a sua vida?


Quando nos damos conta com esse tipo de pergunta, muitas das vezes respondemos que está tudo bem. Que estamos levando, vai melhorar, e por aí vai.


A questão é que verdadeiramente, nem sempre damos a devida atenção de como está a nossa vida, seja ela pessoal ou profissional.


Quantos sonhos realizamos? Será que fazemos o que gostamos? Estão sendo dadas as devidas atenções ao que realmente queremos? O que nos dá ou dará prazer? Sei o meu propósito de levantar todo dia da cama?


É bem verdade que as desculpas muitas vezes nos dominam.

Assim, o tempo passa, as frustrações chegam e o velho ditado de que nunca é tarde para mudar vem à tona.


Ora, por que deixar para amanhã o que se pode fazer hoje? Por que valorizar ou usar o nosso tempo mais para os outros e não para nós mesmos, independentemente das consequências, se no frigir dos ovos, essa pode ser a escolha que nos fará feliz?



Isso tudo está ligado a tal da procrastinação? Amanhã vou começar uma dieta, de amanhã não passa o meu início na academia, mês que vem inicio tal coisa e mais e mais desculpas e nada de atitude.


E calma, se você se encaixa nesse perfil, pode acreditar não é a única pessoa. Eu também vivo procrastinando algumas coisas. Se fizer sentido, avalie o quanto está protelando o tal ato. Coisas simples como deixar para solucionar algo de imediato.


Avalie se a procrastinação ocorre pela maneira de como você dá atenção as suas prioridades ou se por receio, baixa de autoestima, ansiedade, segurança, falta de saber como se organizar e ser mais produtivo.


Por mais comum que seja, é importante saber que o fato de procrastinar, colabora no aumento do stress, falta de confiança, sentimento de culpa, entre outros males como a depressão.


É fato que mudar um tipo de rotina exige disciplina. Acreditar em sua capacidade é fundamental para se tornar mais confiante e feliz.

Aqui vão algumas dicas para começar a deixar de procrastinar:


- O que te faz procrastinar? Avalie de verdade se é o medo de julgamento, se é falta de confiança, alguma crença do passado.


- Valorize e de atenção aos benefícios de vencer um desafio, de ter colocado em prática aquilo que desejava.


- Gerencie e dê nome as suas emoções.


- Dê atenção ao que você acaba deixando para depois e celebre o que colocou em prática e viu resultados.


- Analise a sua rotina de tarefas. O que é realmente prioridade? O que acaba se acumulando?


- Se cobre menos. Aceite as suas limitações e reconheça que possui os recursos necessários par a mudança desejada.


- Crie recompensas para cada passo dado. Cada tarefa que colocou em prática. Por exemplo, se dê um chocolate, um descanso para ver uma série, qualquer coisa que mereça por realizar e não postergar mais.


Espero que tenha gostado do artigo. Comente e compartilhe com quem deseja parar de procrastinar.


Até a próxima!

3 visualizações0 comentário